Mulheres normais e modelos, como é?


“Um modelo (do francês médio modelle) é uma pessoa com papel social para promover, exibir ou advertir produtos comerciais (notavelmente roupas de moda), servir como ajuda visual para criadores de obras de arte ou posar para fotografia. O objetivo não é a pessoa em si ou sua personalidade, mas sim outra personagem mais ou menos definida (pelo diretor de cena, que pode ser o fotógrafo, o pintor, o escultor ou o desenhista), para o qual o modelo normalmente representa.”

“Profissional que trabalha com moda, que serve como modelo para exibir roupas, sapatos, jóias, entre outros.”

Tem mais alguma definição?

Porque a definição real é: mulheres elfas que foram mandadas para a Terra para aterrorizar nós, mulheres hobbits.

Sim, porque eu sou quase um hobbit. Do alto dos meus 1,65 m de altura não tem muita conversa – não tem essa de saltão. Ou você nasce para ser modelo ou você nasce para ser qualquer outra coisa que não seja modelo.

 Modelos vs Mulheres Reais – ou meras mortais

Então, voltando a Sex and The City, essa história de Modelos vs Mulheres Reais começou quando um dos caras que a Miranda fica apresenta-a aos amigos em uma agradável noite na casa de um deles, e todos os comentários eram: como ela come normalmente, como fala normalmente, etc… e no final, resumindo super, ela percebe que ele é um modelomaníaco, homens que em Manhattan só ficam com modelos.

No episódio acho que se a minha memória não me deixa na mão eles constatam o que já sabemos, que pessoas bonitas tem muitas vantagens mas que também têm problemas e sofrem (eu nunca pensei o contrário) mas para esse post, alguns sentimentos são meio irrelevantes.

Sim, porque a competição tá ficando desleal: além dos gays tem as mulheres lindas.

Então, com licença, gostaria de saber quando as pessoas normais têm uma chance de ficar com outras pessoas normais que queiram ter uma vida normal?

 Poder

Deve ser legal ter o poder do “ser modelo, do ficar bem na foto, de ser querida pelo jeito que você é – por fora, são infinitos os benefícios que você tem pela sua aparência. Acho que os contras são os que já fazem parte da vida do resto dos mortais: decepções, altos e baixos da vida, essas coisas que a gente percebe que existe desde os 18 anos e que vem aprendendo a lidar aos poucos.


Mulheres Normais vs. Patricinhas Loiras Super Produzidas

Aqui no Brasil eu transformaria a discussão models vs non models para mulheres normais vs. patricinhas loiras super produzidas. Sim, elas são as modelos de Manhattan. Elas são os troféus que os homens exibem, ou vocês acham que Marcela Temer realmente se apaixonou pelo Sr. Temer? Nem sei porque citei essa pessoa no artigo.

 Mulher Acompanhamento

Enfim, mulher acompanhamento, mulher troféu – mulheres que se acostumam a terem o que querem por causa de seus rostinhos bonitos e seus corpos perfeitos. Acho que é outra realidade, realidade totalmente fora da minha perspectiva, portanto complicada de ser analisada sem preconceitos patéticos.

Então na competição da vida real por um lugar ao sol você realmente ganha pontos se

1. nascer rica

2. nascer linda

3. nascer rica e linda

Pra não ficar presa a beleza e ao dinheiro vamos citar Sra. Vreeland: “ou você pode nascer em Paris para ser alguém”

Voilá! Mudamos o problema desse post para: Modelos vs Parisienses!

Acho que chega de discussão non sense.

0

Leave A Comment

Your email address will not be published.