Moda(pedia) – Isabella Blow

blowIsabella Blow nasceu Isabella Delves Broughton, em  Doddington, Cheshire, na Inglaterra, no ano 1958.Isabella Blow ficou conhecida pelo seu estilo único – pele, batom vermelho e  chapéu  – e muito senso de estilo,além é claro de seu GPS ter descoberto “novos” talentos como Alexander McQueen e  Philip Treacy.

blow2

Isabela Blow

Para muitos, considerada apenas como a personificação do estilo excêntrico inglês, a vida de Isabella foi marcada por tragédias, depressão e infelicidade. Nascida em uma família aristocrática inglesa – Isabella tinha duas irmãs e um irmão – John, que morreu afogado na piscina da família com apenas dois anos de idade.

blow3Tragédia

A tragédia teve um grande impacto na família de Isabella. Seus pais se separaram quando Isabella tinha apenas 14 anos. Isabella Blow contou mais tarde, que sua mãe ao partir não deu mais que um aperto de mão de despedida para a filha, fato que marcou a sua vida, dando início à sua batalha contra a depressão.

blow4Vida

Blow estudou na Heathfield School, depois do que se alistou num colégio de secretariado e feito trabalhos ocasionais. Como ela disse a Tamsin Blanchard do The Observer, em 2002, “Eu fiz trabalhos mais peculirares. Trabalhei numa loja de scones durante anos, vendendo scones guarnecidos de damascos. Fui arrumadeira em Londres durante dois anos. Usava um lenço com nós de lado, o meu primo viu-me na estação de correios e disse; o que estás a fazer? Eu disse; O que te parece? sou uma arrumadeira!”

blow5Blow foi deserdada pelo pai em 1994 e recebeu apenas cinco mil libras da sua fortuna de sete milhões.

blow6Blow mudou-se para NY em 1979 para estudar Arte Chinesa Antiga na Columbia University .Um ano depois, deixou o programa de História da Arte na Columbia, mudou-se para o Texas, e trabalhou para Guy Laroche. Em 1981 foi apresentada à então diretora de moda da Vogue americana, Anna Wintour. Foi contratada inicialmente como assistente de Wintour, mas pouco tempo depois passou a ser assistente de Andre Leon Talley, o então diretor da Vogue americana. Enquanto trabalhava em NY, fez amizade com Andy Warhol e Jean-Michel Basquiat.

blow7Chapéus

De acordo com uma entrevista concedida para o Tamsin Blanchard, Blow declarou que usava chapéus extravagantes por uma razão prática: “para manter todos afastados de mim. Eles dizem, Oh, posso beijá-la? Eu digo, Não, muito obrigado. è para isso que uso o chapéu. Adeus. Não quero ser beijada por qualquer um. Quero ser beijada pelas pessoas que amo.”

blow8

Moda

Blow foi diretora de moda da Tatler e consultora da DuPont Lycra, Lacoste e Swarovski. Em 2002, tornou-se objeto de uma exibição intitulada When Philip met Isabella com sketches e fotografias de Blow usando chapéus de Treacy. Também foi feito um livro com o mesmo título.

blow9

Fim

Próximo do fim da sua vida, Blow tornou-se seriamente depressiva e angustiava-se pela inabilidade em “encontrar uma casa no mundo que ela influenciara”, escreveu Cathy Horyn do The New York Times no dia 10 de Maio de 2007. Como uma das amigas de, Daphne Guinness, disse a Horyn, “Ela estava preocupada que Alexander McQueen não a levasse junto quando vendeu a sua marca a Gucci. De acordo com uma entrevista de 2002 com Tamsin Blanchard, foi Blow que intermediou o negócio no qual Gucci comprou a etiqueta de McQueen. Outra coisa que pressionava a sua frágil psique eram os problemas financeiros e a infertilidade; 

blow10

Blow e o seu marido tentaram fertilizações in vitro, sem sucesso, por oito vezes. “Somos como um par de frutos exóticos que não podem procriar quando estão juntos”, disse ela.

blow11Em 2006, de acordo com o The New York Times, Blow tentou duas vezes o suicidio, uma vez saltando do Hammersmith Flyover, de que resultou a fractura de ambas as pernas. Depois disso, o jornal notou que a ícone da moda “tornou-se mais e mais remota , convencida que se tornaria numa senhora de bolsinha.”

blow12

Suicídio

No dia 6 de Maio de 2007, durante uma festa de fim-de-semana em Hilles, onde os convidados, incluindo Treacy e o seu companheiro, Stefan Bartlett, Blow anunciou que ia às compras. Em vez disso, foi encontrada mais tarde num estado de sofrimento por uma das suas irmãs mais novas e foi levada ao Gloucestershire Royal Hospital, onde Blow contou que havia ingerido Paraquat.Morreu naquele hospital dois dias depois, aos 48 anos de idade.

blowfinalNo meu mundo não existe diva da moda mais diva! Depois de Isabella Blow o mundo ainda não teve uma mulher tão inspiradora para ocupar pelo menos um pouquinho do espaço deixado pela editora de moda britânica.

paulaM

sources_google, wikipedia, vogue.uk, guardian, dailymail

0
0 Discussions on
“Moda(pedia) – Isabella Blow”

Leave A Comment

Your email address will not be published.