• One art

    tumblr_mzee3nExHp1rc2ub3o1_500

    “The art of losing isn’t hard to master;
    so many things seem filled with the intent
    to be lost that their loss is no disaster.

    Lose something every day. Accept the fluster
    of lost door keys, the hour badly spent.
    The art of losing isn’t hard to master.

    Then practice losing farther, losing faster:
    places, and names, and where it was you meant
    to travel. None of these will bring disaster.

    I lost my mother’s watch. And look! my last, or
    next-to-last, of three loved houses went.
    The art of losing isn’t hard to master.

    I lost two cities, lovely ones. And, vaster,
    some realms I owned, two rivers, a continent.
    I miss them, but it wasn’t a disaster.

    —Even losing you (the joking voice, a gesture
    I love) I shan’t have lied. It’s evident
    the art of losing’s not too hard to master
    though it may look like (Write it!) like disaster.”

    Elizabeth Bishop, One Art

  • |Dica du Jour|Projeto GALL

    gall-1

    A dica de hoje é um baú de tesouros que encontramos nas muitas horas gastas na internet:  O Projeto Gall, uma loja online com um conceito um pouco diferente do que encontramos por aí. O Projeto Gall garimpa baseia-se na divulgação e venda de peças (decorativas, acessórios, vestuários etc.) novas ou de brechó, que as meninas encontram por aí e separam para deixar as nossas vidas mais bonitas. 

    Projeto GALL

    Para adquirir qualquer peça é só entrar no Facebook do Projeto GALL das meninas, ou dar uma olhada no perfil do Projeto Gall no Instagram, atualizado regularmente com muitas novidades. E para as ansiosas de plantão que, assim como eu, não aguentam mais esperar por respostas de lojas e produtos que não chegam nunca,  já adianto que a comunicação com a GALL é muito eficiente – as meninas são rápidas no gatilho e respondem no mesmo dia, pra não dizer na mesma hora!

    gall-2

    Para obter mais informações sobre os produtos (preços, prazos de entrega ou qualquer outra especificação de qualquer produto) é só entrar em contato com as meninas. Pode ser pelo Whatsapp (13) 9914- 82471 ou por SMS. Vale mandar mensagem pelo Facebook, Instagram ou escrever um email para o endereço: projeto.gall@gmail.com que elas respondem super rápido.

    produtos gall

    Espero que a dica de hoje seja útil para inovar nos presentes de Natal e não cair na mesmice de todos os anos. É sempre bom investir em peças únicas e que tenham história. Lojas de departamento são práticas e realmente salvam na hora do básico, mas nada como exclusividade e criatividade, atributos garantidos no Projeto GALL. 

    HeartIcon

    paulam

  • |Livro Du Jour| Maquina de Pinball

    clara-averbuckJá ouviram falar da escritora gaúcha Clara Averbuck?  Eu conheço parte de seu trabalho desde dois mil e pouco, mas não a ponto de escrever sobre sua vida. Sendo assim, resolvi aproveitar alguns trechos da biografia da Srta. Averbuck escrita pelo jornalista Paulo Terron  para o “novo blog” de Clarah, o  Lugar de Mulher. Novo é relativo, eu sei, e só queria explicar que conheci os textos de Clara na época do Brazileira!Preta (blog criado pela autora antes do 11 de Setembro e do Osama Bin Laden tornarem-se parte de nossas vidas). É só clicar no link para dar uma olhada no começo de tudo.

    brasileiranegra

    Mas vamos ao que interessa? De onde surgiu essa musa da literatura underground? O romance “Máquina de Pinball” obviamente tem culpa no cartório, mas vamos começar do início misturando referências e notas online ao texto de Terron para descobrirmos um pouco mais sobre a Srta. Averbuck.

    averbuck autora

    “Uma breve recapitulação: No fim dos anos 90, o mundo da literatura brasileira era bem chato. Os grandes autores continuavam grandes, e os novos… Bem, os novos nunca deixavam de ser novos porque desapareciam antes mesmo de vingarem. Seguindo um modelo quase punk rock, a renovação veio da marginalidade. A principal efervescência estava do Rio Grande do Sul.” (Paulo Terron)

    computer

    O CardosOnline, fanzine online (pioneiro no Brasil) acabou conquistando um espaço significante e acabou exportando seus autores para o mainstream. Clara Averbuck estava entre eles.

    cardosonline-autores

    “Nascida em Porto Alegre em 26 de maio de 1979, passou a escrever para revistas como Showbizz, Trip e TPM. (…)A literatura não estava preparada para Clara Averbuck, mas ela venceu na insistência e no talento. Deixou Porto Alegre para trás e encarou São Paulo na base da pancada. Nessa época, o CardosOnline chegou ao fim e ela criou o agora lendário (e extinto) blog Brazileira!Preta, com o qual formou rapidamente um exército de fiéis seguidores.” (PT)

    sosgatos-averbuck

    A dureza paulistana e a paixão pela literatura resultaram em Máquina de Pinball, lançado pela editora Conrad em 2002. O livro conta a história de Camila, um alter ego da autora, que persegue o amor sem pausa para descanso. Ou melhor, com pequenas pausas apenas para o sexo casual. Ah, e ela também escreve. E sofre. E bebe. E usa drogas. O mais incrível é que, ao juntar tudo isso em um livro, Clara ajudava a romper um tabu de décadas – sim, até o começo dos anos 2000 todas essas atitudes ainda eram repreensíveis em uma garota.clara-averbuck-maquina-de-pinball

    “A auto-referência e a estética punk são as principais características, em um mundo repleto de figuras como notívagos, outsiders e afins (dos quais tais artistas fazem parte)”, observou o jornal Folha de S. Paulo na época do lançamento. A obra também ganhou destaque em outros jornais, como O Estado de S. Paulo, Gazeta do Povo e Zero Hora, além de inúmeras revistas e sites, da Set ao UOL. “Estar fodida é sair no jornal e não possuir reais para comprá-lo”, reclamava Clara no blog.” (PT)

    Clara Averbuck diva

    E foi graças à adaptação de Máquina de Pinball para palcos cariocas (trabalho do ator e diretor Antonio Abujamra em parceria com Alan Castelo) que posteriormente Clara recebeu uma proposta do diretor Murilo Salles para a adaptação cinematográfica do livro, que chegou às telas como Nome Próprio em 2008, com Leandra Leal no papel de Camila.

    “No embalo de Máquina de Pinball, Clara começou a escrever Vida de Gato – precedido pela coletânea de textos do Brazileira!Preta, Das Coisas Esquecidas Atrás da Estante (7 Letras).” (PT).

    maquina de pinball

    Quer saber a melhor parte de todas? O livro está disponível online na íntegra! Eu to com a minha versão no iPhone e no iPad e sempre que posso dou uma lida. Nada como o som dos Strokes para acompanhar as doses de sexo, drogas e rock’n’roll  narradas por Camila, a personagem principal do livro. Ficou curiosa(o)? É só ler o livro. Está aqui, logo abaixo! Espero que curtam!

     

    paulam

    sources_ livrosepessoas, lugar de mulher, google images

  • |The Greatest| Resort 2015

    resortMais de 250 marcas apresentaram coleções Resort 2015, Chanel, Louis Vuitton, Dior e claro, estilistas e marcas menores que, apesar de contar com orçamentos mais apertados,não pouparam criatividade e investiram pesado no novo. Os fabulosos terninhos da década de 70 foram redesenhados e apareceram em versões pra lá de modernas não passaram despercebidos, assim como a nova silhueta  da estação para as saias midi foi a linha A, também conhecida como corte em trapézio. As estampas florais e as listras também ganharam novas versões, mas o que mais nos agradou foi a reinterpretação do “bohemian mood”.

    resort 2015 stripesNew Stripes - as clássicas listras foram renovadas para as coleções Resort 2015. Estão mais modernas, coloridas e brilhantes: perfeitas para temperaturas mais altas. Quer dar uma renovada no armário? Invista em cores mais brilhantes e combine-as com as peças mais básicas do seu armário. Para quem não tem muito dinheiro para gastar a dica é investir em um tecido mais nobre e entregar para sua costureira de confiança.

    resort 2015 pantsuitsThat ’70s Show - os clássicos terninhos  dos anos 70 voltaram com tudo nas coleções Resort 2015. Proporções inusitadas e estampas vanguardistas modernizaram as calças boca de sino e as jaquetas acinturadas clássicas da alfaiataria da década de 70. Na hora de comprar o terninho a idéia é não economizar muito para ter duas peças que apesar de estarem super na moda no momento, podem ser usadas separadamente, com uma calça jeans ou uma blusa mais básica. Quanto melhor o tecido, maiores serão as chances de você arrasar em várias ocasiões!

    resort 2015 floralsFull Bloom – Sejamos realistas, é quase impossível inovar quando o assunto são estampas florais. Mesmo assim as flores vieram em cores estimulantes e energéticas que pareciam ter saído de delírios psicodélicos. As flores lisérgicas das coleções Resort 2015 estamparam diversos desfiles, cobrindo  passarelas  de Chanel a  Thom Browne, de Marc Jacobs a Dior, espalhando-se em peças da McQueen e da Thakoon. Opte por estampas mais modernas que vão dar um upgrade instantâneo no seu closet. Evite estampas batidas, e mais uma vez fica a dica de investir em um tecido mais nobre, com estampas mais modernas que realmente farão alguma diferença.

    resort 2015 tie dyeTie-dye: o retorno - O aniversário de  45 anos do Woodstock comemorado em Agosto trouxe a estampa tie-dye de volta para o presente e acabou transformando a técnica de tingimento herdada dos hippies em tendência mais que atual. Adoro a versão Burberry - pode ser feita em casa mergulhando apenas parte do tecido – lembre-se apenas de que algodão é a melhor opção para garantir um bom tingimento.

    resort 2015 trends

    E se ainda não ficou claro, as estampas reinaram nas coleções resort. Quem não tem grana para investir nas grandes marcas pode dar uma olhada em lojas de tecido e se precisarem – é só mandarem e-mail, tenho uma costureira fantástica e entregamos para todo o Brasil. E para dar uma inspirada, aproveitamos a super materia da Elle AUSTRALIA de Novembro, a as celebridades que já aderiram ao look.

    elle-australia-radar-resort-2015

    paulam

  • |Fashion Documentary| The Next Black

     the next black documentary

    O documentário “The Next Black” não é apenas mais um documentário sobre a indústria da moda.  O documentário trata do novo e das novidades, questionando o futuro das roupas e da indústria da moda. Será que o consumo em massa e as marcas fast-fashion continuarão a crescer ou haverá um  retorno da produção em menor escala com mais qualidade, exclusividade e criatividade? Será que futuro estará centrado em torno de roupas inteligentes e novas tecnologias, ou será que vamos encontrar a inovação dentro de métodos orgânicos e tradicionais?

    the-next-black-2

    Algumas das pessoas e empresas pioneiras no mundo nesta área surgem no filme, dando as suas opiniões sobre o vestuário e o seu futuro, incluindo: heróis de sustentabilidade, Patagónia; gigantes do vestuário, StudioX; ícone de roupa desportiva,adidas; BioCouture, uma empresa que usa micróbios produtores de celulose para, literalmente, aumentar a roupa; e o Yeh Group, uma empresa que desenvolveu um novo modo de tingir roupas sem a utilização de água.

    the-next-black-fashion

    A nova tecnologia e os tecidos inovadores transformam o modo como as pessoas se vestem ao mesmo tempo em que a indústria do vestuário é responsável por 20% da poluição no mundo. A AEG explora o futuro da lavagem de roupas e a evolução da indústria do vestuário, mostrando que é possível reduzir   a energia e a água utilizada nos eletrodomésticos ao mesmo tempo em que prolongamos a  vida das peças de roupas, contribuindo para uma  indústria de vestuário mais sustentável.

    The Next Black: The Future of Clothing and Technology in technology style fashion main  Category

    O documentario “The Next Black” foi produzido pela AEG e dirigido por  David Dworsky e Victor Köhler, e pode ser assistido aqui mesmo! Espero que gostem!

    YouTube Preview Image

    paulam

    sources_ design milk, AEG

  • |Movie| A Long Way Down – Uma longa Queda

    A-Long-Way-Down

    Os fãs do escritor e roteirista britânico Nick Hornby já podem relaxar pois “A Long Way Down” (Uma Longa Queda) acaba de unir-se à lista de obras do autor adaptadas para a telona, ao lado do  clássico “Alta Fidelidade” e “Febre de Bola”. Além dos filmes baseados em suas obras, Hornby escreveu o roteiro de  “A Educação” e está trabalhando em dois outros roteiros novos “Brooklyn”, baseado em livro de Colm Toibin  e “Wild”, adaptação das memórias de Cheryl Strayed.

    A-Long-Way-Down

    Sem muitos detalhes, “A Long Way Down” (Uma Longa Queda) conta  a história de  quatro pessoas solitárias se encontram no topo de um prédio na noite de Ano Novo com o mesmo plano em mente: cometer suicídio. Desesperados mas sem determinação suficiente para pular, começam então uma tragicômica busca por algum motivo para viver.

    cenas-a-long-way-down-uma-longa-queda

    Essa ironia do destino acaba unindo os quatro, o entregador de pizza (Aaron Paul), o apresentador de programa de auditório (Pierce Brosnan), a adolescente Jess (Imogen Poots) e a mãe de uma criança com deficiência (Tony Colette) que acabam fazendo um pacto: nenhum deles se matará até o Valentine’s  Day, em fevereiro.

    YouTube Preview Image

    Dirigido por Pascal Chaumeil, o roteiro ficou por conta de Jack Thorne, mais conhecido pelo roteiro da série Skins. O livro eu já havia lido nas férias de  2009 em uma única sentada, mas sou suspeita por adorar o trabalho de Hornby.

    Apesar de ter sentido falta de alguns detalhes e trechos do livro, o filme cumpre seu papel e entretém. Quem leu “Alta Fidelidade” antes do lançamento do filme também sentiu falta de pedaços e não entendeu as mudanças geográficas e alguns fatos ignorados. Nenhum filme chega a perfeição do livro, é apenas a interpretação do diretor e roteirista. Fica a dica!

    sigp1

    img src_ various tumblr & pinterest, thimfilm

  • | 10 little things |

    fashion rules

    Amanhã tem post com a retrospectiva dos últimos dias e com algumas dicas para os que querem aproveitar mais a primavera – e para quem mora no hemisfério norte e quer tirar o melhor do outono! Saudades das terras germânicas e do frio e dos problemas do Brasil.

    1. Ando viciada no Netflix pós hola.org

    2.Gosto de estar na praia e não necessariamente entrar na água.

    3.Livro que estou devorando e preciso recomendar, o meu eu baixei no iBooks: Nobody Is Ever Missing, a novel by Catherine Lacey

    4.Depois da intimação de uma amiga para escrever uma lista com os livros que mais marcaram a minha vida, apesar de não ter completado a lição, acabei baixando um livro que li em 1999-2000, Máquina de Pinball, da escritora/blogueira/sei-la-oque-faz atualmente – ou ao menos não conheco as denominações e títulos adquiridos de Clarah Averbuck e confesso ter amado, sem contar é clara a influência psicológica do livro em minha vida. Tenho em PDF se alguém quiser, é só clicar no link ao lado, vale a pena! maq_pinball

    clarah-averbuck-maquina-de-pinball-16834-MLB20128342290_072014-F

    5.Os próximos dias terão hiatus, precis terminar meu TCC e organizar algumas coisas, mas isso não significa que estarei sumida.

    6. Baixem o hola.org, ou pelo menos entrem no site. A vida muda.

    7. Receita do momento: suco de limão com gengibre diariamente para deixar a vida mais feliz. Estão querendo cortar o leite de minha vida e ainda não achei um substituto a altura.

    8. Quer um blog de DIY maravilhoso – sem pagação de pau? A Luiza Ferro é consultora de estilo talentosíssima de Brasília, e além de deixar a vida de suas clientes mais bonitas e práticas, nos dá várias dicas no Sem Moldura – acho que já falei sobre ele aqui no blog, não costumo repetir temas. No site tem os números para contato caso você more em Brasília e deseje dar uma mudada na vida e na auto-estima!sem moldura DIY

    Se o blog não não satisfazer sua criatividade, dê uma olhadinha no Pinterest da Luiza, sua vida ficará mais bonita:luiza ferro semmodulra

     

    9.Não deixem de assitir ao documentário do Bill Cunningham New York (2010), além de super informativo para quem gosta de moda, é lindo e você vai se apaixonar pelo fofo do Sr.Cunningham. Acho que ele é meio como a Grace, mesmo nível e mesmo talento em áreas diferentes.bill cunningham

    10. Quem não assistiu ao Mademoiselle C. da Carine Roifeld tá demorando. Vamos diversificar e deixar a Sra. Wintour em paz por algumas horas?!

    Gute Nacht!

  • |Makeup & Hair| Artist Du Jour

    marie-thomsen-artistMarie Thomsen é “uma dessas” maquiadoras que transforma o comum em fantástico, criando looks que ajudam a ilustrar editoriais, campanhas e desfiles pelo mundo. Enquanto as meninas brincavam com suas Barbies criando histórias de criança, Marie fazia o styling das suas, sim cabelo & maquiagem nas Barbies! Aos 10 anos já cortava cabelo de verdade a custa de amigos e parentes serviram de cobaia.

    marie thomsen

    Em primeiro lugar, Marie é mãe de uma menina de 4 anos. MAs essa dinamarquesa super talentosa não para por aí! Faz um incrível trabalho como maquiadora (representada pela Agentur CPH), é a maquiadora oficial da Maybelline dinamarquesa, além de ter se rendido a tecnologia e  ser a responsávek por um dos melhores blogs de beleza da web, o Marie & The Makeup.  É pouco?!?!

    marie-thomsen-afterlight

    Os clientes de Marie incluem publicações e marcas super influentes no mundo da moda,  como a revista Elle, as revistas dinamarquesas Eurowoman,Costume, Cover e Euroman, Mads Nørgaard, ONLY, Inwear, Vero Moda, Ganni, Skagen Watches, Pandora, Maria Black jewellery, Nue’, Magasin du Nord e muitos outros nomes de peso.

    marie-thomsen-work
    Não vive sem: Shampoo Seco, Hidratante e blush.

    Everyday make-up: apesar de trabalhar diariamente como maquiadora, mantém o seu look simples. Quando está bronzeada não usa nada, apenas hidratante, protetor solar e um creme iluminador, melhorando as características do seu rosto.

    Marcas que indica:  Maybelline, L’oreal, Mac e Tromborg.

    marie thomsen instagram

     

    Quer saber mais? Visite o blog Marie & The Makeup e o instagram da maquiadora @mariethomsenbaby

    Paula Martin

    img sources: luellemagagenturcph.dkmarieandthemakeup

  • |Editorial| Falling in love

    Elle Denmark Editorial

    Já leram a Elle dinamarquesa – ou melhor, já viram a Elle dinamarquesa? Apesar de depender do tradutor, já que não entendo sequer uma palavra em dinamarquês, adoro o layout clean e a qualidade dos editoriais, realmente uma ótima dica para os responsáveis pelas nossas revistas super poluídas. As modelos Maria Palm e Hannah Ströbek viajaram com a fotógrafa Olivia Frølich para o Marrocos, onde as fotos do editorial “Falling in Love” foram feitas. O styling ficou por conta de Mie Juel e Johanne Brostrøm e o hair & makeup ficaram por conta da super talentosa Marie Thomsen, que interpretou com perfeição as estética dos anos 70.
    Elle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark EditorialElle Denmark Editorial Elle Denmark Editorial

    Elle Denmark Editorial

    Espero que tenham gostado!!!

    Paula Martin

    img src_ elle denmark iPad edition, marieandthemakeup

  • |Fashion Movies|Mademoiselle C

    mademoiselle c roitfeld

    Ex-consultora da Gucci e stylist freelance, Carine Roitfeld assumiu o cargo de editora chefe da Vogue Paris em 2001, onde ficou até março de 2011. Carine Roitfeld fez um makeover  na revista, restaurou sua identidade francesa, mudou o design e a narrativa da revista, trabalhou com as it cool girls do momento, entre elas Kate Moss, Sofia Coppola e Charlotte Gainsbourg, mudou a cara da publicação mesmo, deixando um pouco mais do seu jeito, e cada vez mais diferente da versão americana liderada por Wintour. Sob sua direção  a Vogue Paris atingiu níveis recordes de circulação e publicidade, sem contar com os inúmeros editoriais que marcaram o mundo da moda.

    A revista conseguiu assemelhar-se a sua editora chefe: “svelte, tough, luxurious, and wholeheartedly in love with dangling-cigarette, bare-chested fashion.” (nymag)

    Seguindo um pouco a receita do “September Issue”, o documentário “Mademoiselle C”, mostra os bastidores do lançamento da primeira edição do “CR Fashion Book”, revista de moda semestral criada por Carine após ter deixado o cargo de editora chefe da Vogue Paris. Karl Lagerfeld, Michael Kors, Riccardo Tisci, Alber Elbaz, Giorgio Armani, Tom Ford, Jean-Paul Gaultier, Alexander Wang, Donatella Versace, Kanye West, P. Diddy, Alicia Keys, Cate Blanchett, Mario Sorrenti, Natalia Vodianova, Mario Testino e Nick Knight são parte do filme, que já está disponível no Netflix americano e já pode ser visto na televisão brasileira. O trailer só vai dar água na boca….

    Já assistiram? Espero que tenham gostado, e caso não tenham assistido, não dá pra perder!!!

    Paula Martin

    sources: models.com