• |Fashion Smart| 20 livros que queremos agora!

    livros-de-moda-fashion-booksQuem não gosta de um bom livro? A Elle americana separou 20 títulos de livros que envolvem estilo, ícones da moda, artistas & fotografia. A lista já garantiu alguns pedidos para o Papai Noel e com certeza deixarão sua biblioteca fashion mais completa. Vamos aos títulos?!

    1. The Biba Years: 1963-1975 (Abrams) 

    Um tributo para a “loja mais bonita do mundo,” a Biba. Para quem nunca ouviu falar, a Biba é umaa das mais famosas boutiques de moda feminina dos anos 60 e 70, e foi fundada em Londres, em 1964, por Barbara Hulanicki, na Abingdon Road,1. Acabou ganhando fama mundial por criar e vender roupas próprias de qualidade prêt-à-porter de alta costura por preços acessíveis às jovens de classe média britânica, e funcionou como centro irradiador de moda popularizando a minissaia – criada por Mary Quant, mas colocada nas ruas pelas meninas inglesas através da Biba – e linhas de roupas e batas coloridas e de grafismos psicodélicos e inovadores, bem ao gosto da juventude da Swinging London dos anos 60. Disponível no iTunes, para quem tem iBook.

    2. Vivienne Westwood (Picador)

    A obra é dividida entre recordações pessoais de Vivienne e biografia autorizada. . Amigos da designer como Naomi Campbell, Pamela Anderson, Jerry Hall e até o príncipe Charles também escreveram textos para a publicação, que promete virar item obrigatório na biblioteca dos fashionistas. A obra será dividida entre recordações pessoais de Vivienne e biografia autorizada.

    3. Fashion Photography Next (Thames & Hudson)

    O livro de Magdalene Keaney  se propõe a descobrir o novo grande talento da fotografia de moda. Ex-curadora da National Portrait Gallery, em Londres, e colaboradora de importantes exposições ao redor do mundo, Magdalene reúne 35 novos nomes na publicação, analisando o trabalho de cada um. O alemão Axel Hoedt e a londrina Tyrone Lebon já são alguns dos seus preferidos do momento.

    4. Marianne Faithful: A Life on Record (Rizzoli)

     A editora italiana Rizzoli lançará em outubro o livro Marianne Faithfull: A Life On Record, que reúne fotos de sua carreira, comentadas por ela própria. Para escrever o livro Marianne contou com a ajuda luxuosa de Salman Rushdie.

    5. The Fat Radish Kitchen Diaries (Rizzoli)fashion books livros de moda

    O badalado restaurante Fat Radish, de Nova York, lança seu primeiro livro de receitas – ou melhor, um diário de receitas – dos desejadíssimos pratos servidos no restaurante. Promete agradar gregos e troianos com os best-sellers do cardápio quase vegetariano do restaurante e outras receitas criadas exclusivamente para o livro, como o ceviche de pêssego e a “spring-pea pot pie”, uma torta de ervilha americana. Quer reservar o seu exemplar? É só clicar aqui..

    6.  Stephen sprouse: Xerox/rock/art (Damiani)

    O novo livro de um dos artistas mais queridos do mundo da moda, o estilista e ilustrador americano Stephen Sprouse,  Xerox/rock/art promete ser um best seller, pelo menos entre os interessados por moda mundo afora. Sprouse  representa bem o  mix dos anos 80 “sofisticação-uptown-em-roupas-com-um-punk-baixa-e-sensibilidade-pop”, típico dos descolados nova-iorquinos da época. Xerox/rock/art é uma compilação de esboços, croquis, ilustrações e outras obras, criadas com marcadores de tinta, maquinas de xerox e outras técnicas manuais, revelando a forte influência da música – rock’n’roll e punk – na sensibilidade estética do artista. Um retrato vibrante de um membro extremamente prolífico da “Fábrica” de Andy Warhol. Clique aqui para garantir o seu.

    7. Fischerspooner: New Truth (Damiani)

    Fundada por artistas Warren Fischer e Casey Spooner em 1998, a Fischerspooner começou como uma provocação filosófica que procurou explorar o potencial expressivo localizado no espaço entre entretenimento popular e arte. A Fischerspooner propõe, em última análise, que artifícios e superfície podem ser recombinados para criar um novo conceito de autenticidade – uma “nova verdade”. Esta monografia caleidoscópica fornece uma visão sem precedentes sobre os primeiros cinco anos do projeto Fischerspooner. A partir de uma performance de estreia em um New York City Starbucks, para uma blitz do mundo da arte internacional, a visibilidade para mais mainstream através de um importante contrato de gravação rótulo,o livro New Truth narra a busca de Fischerspooner para derrubar os limites da arte, música e performance. Investido em espaços liminares e in-between, a Fischerspooner também captura um momento milenar única que parecia profetizar um futuro onde o avant-garde pode ser traduzido em um vernáculo de pura alegria. Garanta o seu exemplar aqui.

    8. Louis Vuitton Fashion Photography (Rizzoli)

    O livro reúne cerca de 200 imagens clicadas por nomes de peso da fotografia de moda, como Mert Alas & Marcus Piggott, Henry Clarke, Patrick Demarchelier, Annie Leibovitz, Peter Lindbergh, Craig McDean, Steven Meisel, Helmut Newton, Juergen Teller, Mario Testino e Inez van Lamsweerde & Vinoodh Matadin, entre outros. Divido em três seções principais: artigos de moda desde 1977, campanhas publicitárias e um flashback a partir dos anos 1950. Cada uma das partes conta ainda com uma introdução assinada pela expert em fotografia e curadora Charlotte Cotton. Feito em edição limitada, “Louis Vuitton Fashion Photography” apresenta uma capa branca com uma das três fotografias selecionadas, clicadas por Demarchelier, McDean ou Bert Stern. Disponível para venda  partir do dia 1º de outubro em lojas selecionadas da Louis Vuitton pelo mundo e no site da marca, em versões em inglês e em francês.

    9.  Elsa Schiaparelli: A Biography (Knopf)

    Elsa Schiaparelli, italiana de alma francesa não criava apenas vestidos, chapéus e acessórios, mas verdadeiras obras de luxo e excentricidade. Suas roupas eram feitas para impressionar, para destacar a mulher que as usava. foi influenciada pelo surrealismo e colaborou com artistas notáveis nas suas criações. A maioria dos seus modelos de moda com formas vanguardistas foi criada em colaboração com artistas surrealistas, como Man Ray, Salvador Dali e Jean Cocteau. O “Telefone Lagosta” de Salvador Dali, 1936, foi reproduzido no vestido “Lobster Dress” de Schiaparelli em 1937. O badaladíssimo biógrafo Meryle Secrest conta os detalhes colaborações surreais da Couturier com artistas como Salvador Dalí e Alberto Giacometti, e criador do  apelido “Rainha da Moda”, que acompanhou a italiana. Imperdível. Disponível em ebook e livro impresso.

    10. Heidi Slimane: Sonic (Éditions Xavier Barral)

    O livro Sonic traz mais de 200 fotografias – incluindo retratos de Lou Reed e Amy Winehouse, que estão entre os tesouros descobertos nos arquivos do multitalentoso diretor criativo Saint Laurent, Heidi Slimane.O livro nos convida olhar através de cinco anos de arquivos musicais,  de 2009 até hoje, uma viagem ás ‘cenas musicais’ de Londres a Nova York, mas com um foco especial na Califórnia. O livro traz séries emblemáticas de Slimane. Retratos de estúdio de Lou Reed, Keith Richards, Christopher Owens, Linda Perhacs e Chuck Berry  ao lado de fotografias de artistas tomadas ao ar livre ou durante os shows. Um must have, disponível aqui.

    11. Marella Agnelli: The Last Swan (Rizzoli)

    Com lançamento previsto para o próximo mês de outubro, a autobiografia ilustrada da princesa italiana Marella Agnelli promete ser a sensação da temporada. Apelidada de “O Cisne” pelo fotógrafo Richard Avedon, Donna Marella Caracciolo di Castagneto nasceu em uma família nobre de Florença, em 1927, e transformou-se em uma das grandes belezas do século passado. Culta e elegante, a princesa sempre circulou nas mais exclusivas rodas da sociedade internacional e foi uma das mulheres mais fotografadas de sua época. Seu apurado senso estético e suas ideias inovadoras lhe garantiram livre acesso ao mundo da arte, da moda e do design. Em 1963, foi eleita uma das mulheres mais bem vestidas do mundo e entrou para a lista The Best Dressed International Hall of Fame. Casou-se com o industrial italiano Gianni Agnelli, principal acionista da Fiat, de quem é viúva e com quem teve um filho – falecido em 2000 sob a suspeita de ter cometido suicídio. (.)

    12. Gypset Living (Assouline)

    Em seu terceiro livro para Assouline, Julia Chaplin explora os espaços de vida de jet setters ciganos de todo o mundo, a partir de Hydra na Grécia para o Guéthary na França; de Cuixamala, no México, para Pa’ia, Hawaii; e para além de as ilhas indonésias. O livro conta com fotos deslumbrantes e narração em primeira pessoa, abrindo as portas de  casas fascinantes e deslumbrantes  dos boêmios artistas, designers e bons vivants conhecidos como gypsy jet setters. Vale a pena conferir!

    13. Loulou de La Falaise (Rizzoli)

    Loulou de la Falaise ícone francesa e eterna musa de Yves Saint Laurent. Com seu estilo espontâneo e espírito incansável, Loulou representava tudo o que era brilhante na moda. Dos  artistas boêmios, designers e bons vivants conhecidos como o gypset. Seu novo livro mostra suas multifacetas através de entrevistas com amigos íntimos, incluindo Christian Louboutin e Paloma Picasso.

    14. Hair: Guido (Rizzoli)

    Considerado um dos hairstylists mais conceituais do mundo da moda devido a seu estilo radicalmente expressivo, o trabalhho de Guido Palau que pode ser visto tanto nas capas e nos editoriais de revistas internacionais, assim como em campanhas de luxo e desfiles.Guido Palau também criou mais de 90 máscaras e adornos de cabeça feitos de pele, joias, feltro e renda para a exposição de 2011 “Alexander McQueen: Savage Beauty”no Met’s Costume Institute, em Nova Iorque. Seu livro Hair traz uma respectiva de sua variada carreira. Direto para minha wishlist!

    15. Rowing Blazers (Vendome Press)

    O significado e a rica tradição por trás dos Blazers é investigada, dando significado semiótico para o Blazer, sinônimo de elegância e preppiness em sua forma mais pura. Para os amantes de moda e dos blazers um livro que promete ser bem interessante.

    16. The Glass of Fashion (Rizzoli)

    Cecil Beaton foi um fotógrafo e artista multitalentoso que atuou em diversos segmentos, entre eles design, cenografia e ilustração. Ainda assim, foi seu trabalho no campo da fotografia que o tornou mundialmente conhecido. Especializou-se em três grandes áreas: fotografia de moda, fotojornalismo e retrato, destacando-se na última por suas imagens de celebridades. A história pessoal de Cecil Beaton é reeditada com mais de 150 de suas “obras”. Promete.

    17. Glen Luchford: Pictorialism (Rizzoli)

    fashion books livros de moda

    Além de Diretor de cinema,o britânico Glen Luchford faz parte do exclusivo grupo dos melhores fotógrafos de moda da atualidade. Seu novo livro Pictorialism, é uma crônica visual arrebatadora da carreira de Luchford, um verdadeiro fotógrafo de moda. Seu estilo influente e imaginativo, com fotos iluminadas e com resultados altamente cinematográficos, sua fotografia de moda trouxe narrativas arrebatadoras, que revigoraram os anos 1990 e 2000. Este livro é o diário de um fotográfo que documenta  carreira de trinta e três anos de Luchford. Apresentado sob a forma de uma montagem fotográfica com sobreposições contínuas,  o livro é uma coletânea de gravuras, Polaroids, objetos e coisas efêmeras, incluindo as primeiras fotografias da sua fase  pós-punk na Inglaterra, seus, novos amigos dos anos 80 e o melhor do seu trabalho dos anos 90, cheio de corajosos editoriais e retratos de celebridade para as maiores publicações de moda do mundo: Vogue, Harpers Bazaar, e W; Luchford também foi o responsável por campanhas memoráveis ​​para Prada, Chloe, Alberta Ferretti, Sportmax, Costume National, YSL, NARS, DVF, Valentino, Levi’s, Mercedes Benz, VW, Hugo Boss, Joop, Jaguar, Barney’s and Calvin Klein.Reserve o seu exemplar aqui ou aqui.

    18. Haute Africa (Lannoo Publishers)

    fashion books livros de moda

    Esqueça miçangas e ráfia: Este livro apresenta um lado diferente de um continente onde a moda e o design, crucialmente gerarm riqueza. Essa criatividade florescente é expressa dentro de uma indústria da moda vibrante e em crescimento. Artistas, designers, estilistas, empresários e fotógrafos africanos têm cada vez mais visibilidade dentro da cena da moda com seu estilos inspirados na identidade Africana. Haute Africa é uma coleção de alguns dos projetos mais interessantes e inovadores inspirados pela terra e seu povo, a diversidade colorida de suas tradições culturais, suas belas paisagens e senso de identidade enraizada. Vale a pena conferir! Clique aqui e garanta o seu.

    19. Blow-up: Antonioni’s Classic Film and Photography (Hatje Cantz)

    fashion books livros de moda

    O livro Blow-up: Antonioni’s Classic Film and Photography analisa a Blow-Up do ponto de vista fotográfico, investigando detalhadamente  as posições fotográficas e histórico-artísticos apresentados no filme, assim como os gêneros que ela representa. Os recursos estilísticos discutidos variam de reportagem social, a fotografia de moda e arte Pop para a fotografia abstrata. Além de filmar alambiques, obras que podem ser vistas em Blow-Up e fotografias que iluminam o contexto cultural do filme, os famosos,  fotos ambivalentes e incriminadoras também estão incluídas no no livro, que demonstra que Blow-Up continua a ter a sua relevância para os dias atuais como um estudo de imagens e suas multidões de interpretações.

    20. Bernadette Corporation: 2000 Wasted Years (Artists Space)

    fashion books livros de modaBernadette Corporação: 2000 Wasted Years é a primeira monografia sobre a obra de Bernadette Corporation, coletivo com sede em Nova York fundado no início dos anos 90. O livro se estende desde a sua exposição retrospectiva homônima realizada no Artists Space, em 2012, e que formou mais um site para reformular as atividades e identidade da Corporação dos últimos 20 anos. Disponível para download com o iBooks no Mac ou dispositivo iOS, e em seu computador com iTunes. Os livros podem ser lidos com iBooks.

     Paula Martin

    sources_ Elle US (iPad edition), elle.com Harper’s Baazar, FFW, google, tumblr, pinterest

     

  • |Hair Buns| Renove seu repertório de penteados

    coques-hair-knots-updo liveonbeauty

    Não me canso dos coques desconstruídos. São super estilosos e super práticos, perfeitos para domingos ou qualquer outro dia. A verdade é que esses coques não dão o menor trabalho e são super úteis em dias nos quais o despertador não toca e quando você acorda, percebe que  o tempo restante para chegar no seu compromisso com um atraso decente só te possibilita o fazer o básico: escovar os dentes e vestir a velha calça jeans, a velha camiseta e o velho blazer. Ficar em casa não é mais uma opção devido as outras vezes em que o dilema do despertador aconteceu. Resumindo, os coques descontruídos são a solução para não chegar descabelada, e ainda dar uma sofisticada no cabelo solto de todo dia.

    coque-messybun

    Simples, chique, fácil de fazer, os coques desconstruídos tem custo quase zero.

    grampos-bobby-pins

    Além de grampos, se o coque precisar durar e você não quiser passar o dia fazendo penteados freestyle, tenha sempre spray fixador em casa, ou os seus coques e todos os outros penteados não  ficarão no lugar por mais de 10 minutos. Aliás, essa dica é válida para todos os penteados.

    3

    Os coques mais altos rejuvenescem e dão um ar mais despojado, segundo Guido Palau para o Guia Especial de Cabelos da revista Allure. Outra dica de ouro nessa mesma edição, é que a parte “ondulada” dos grampos deve ficar para baixo, e não para cima como todas nós pensamos.o-jeito-certo-de-usar-grampos

    Errinho besta, né? Nem tão bobo, já que a parte ondulada é feita para facilitar que o cabelo fique firme. Faz toda a diferença. Espalhe a notícia!

    hair-up-do-jo

    Essa foto habita meu Pinterest há pelo menos um ano – para não dizer dois… e os três coques torcidos  da Jo aparentam ser mais difíceis de fazer do que realmente são. Além disso, tem um tutorial  aqui , é só seguir as instruções para poder dormir mais alguns minutos todas as segundas’.(via A Cup of Jo)
    hair-up-do-olsen-

    Se a ocasião pedir e/ou se você quiser, invista em acessórios para dar um ar mais sofisticado aos seus coques – até para os mais desconstruídos, que eu particularmente adoro! Depois de ter certeza que o coque não vai cair, é só cuidar para não amassar demais o cabelo. Ashley Olsen investiu em uma presilha clássica, o resultado ficou ótimo. Grampos com detalhes, faixas de cabelo, tiaras, laços e lenços também são ótimos pares para o seu coque.

    2

    O coque no topo da cabeça é hit entre as mulheres de cabelo longo e nunca vai deixar de ser. É prático, fácil de fazer e não exige esforços para mantê-lo em cima. Meu cabelo é curto demais… e não sei se algum dia chegará ao comprimento necessário.
    hair-buns-coques1

    Esse coque é o coque freestyle mais usado por quem  Os meus ficam assim, então se você tem o cabelo fino, ou o cabelo chanel – no mínimo, é bem capaz que este seja o coque que você mais usa. Quanto mais baixo for o coque, mais fácil de prender – fica a dica para mulheres de cabelo curto.hair-buns-coques

    Apesar de super despojado e fácil de fazer – após fazer um rabo de cavalo normal, dê mais uma volta com o cabelo no elástico e voilá! Mais eficiente impossível! Lembre de passar uma pomada para o cabelo não levantar na frente, com frizz fica feio.

    modern hair buns coques

    Transformaram o clássico rabo de galo da nossa infância em coque. Eu adoro penteados simples e que sejam possíveis de fazer em cabelos curtos, como esse. Mas é assim, apenas transformando e inventando conseguimos criar algo novo.

    Espero que tenha servido de inspiração!

    Boa noite!

     

    Paula Martin

     

    image src_ pinterest, allure, elle, google, British Vogue

  • Blog du Jour – Lookatmebr

    lookatmebrJá ouviram falar da Priscila Diniz?  A fashionista é responsável pelo LookatmeBR, blog de streetstyle brasileiro – sim, um blog com looks do dia com sal. Priscila já é estrela da maior rede social de moda e streetstyle mundial, o Lookbook.nu ,além de ter seu estilo acompanhado diariamente por milhares de seguidoras  no Facebook , Pinterest , Twitter, Tumblr e Instagram.

    Priscila Diniz lookatmebr

    Priscila Diniz não é – e nunca será,mais uma no meio da multidão, pelo contrário, destaca-se por sua criatividade e estilo único e nada de moda pronta ou copycat! Conseguimos uma entrevista exclusiva com a blogueira-camaleoa-super-diva mais estilosa da cena de brasileira, com direito a playlist, dicade makeup e claro, dicas de estilo para deixar sua vida mais interessante.
    LiveonbeautyVocê é extremamente criativa no modo como se veste. Quando começou o interesse por moda, e por roupas?

    Priscila Diniz: O interesse por moda está presente na minha vida desde criança! Sempre admirava as fotos de modelos em revistas, achava fascinante as propagandas de grifes internacionais que passavam na tv e todo o glamour que isso transmitia… enfim, a indústria da moda sempre mexeu comigo! É um amor antigo!

    Liveonbeauty: Você estudou moda? Quando entrou na indústria?

    Priscila Diniz: Nunca estudei moda ou me formei na área, e nunca tive incentivo familiar para tal. Acho que isso me deu intuição e praticidade ao me relacionar com a moda e descobrir o meu estilo, então, no fim das contas não foi algo ruim.

    Liveonbeauty: Na hora de se vestir ou de montar looks a sua inspiração vem de filmes, pessoas, editoriais, da vida no geral ou tudo junto?! Qual o seu ritual na hora de escolher um look?

    Priscila Diniz: Eu nunca tive um ritual, assim como o estilo que eu defino para utilizar no dia muda de acordo com o meu humor, da mesma maneira acontece na hora de criar meus looks! Algumas vezes posso estar fazer algo sem relaçao nenhuma com isso, e de repente, surge uma idéia diferente do que fazer. As vezes busco inspirações em desfiles recentes, as vezes em filmes, ou no humor…a inspiração vem de todas as partes, de forma consciente ou não!

    Priscila Diniz lookatmebrLiveonbeauty: Você usa e abusa de acessórios como óculos, colares e quase nunca repete bolsas ou sapatos. Precisamos das suas dicas de compras! Aquelas lojinhas que ninguém conhece e que salvam na hora de encontrar peças diferentes.

    Priscila Diniz: Eu sou alucinada com óculos diferentes e acessórios exóticos em geral! Quero tudo oversized, ou com um material inovador, estou sempre garimpando por coisas exclusivas ou que não caíram no gosto popular. Para peças mais trend, coisas que acabaram de virar tendência e uma moda mais jovem sou fã de carteirinha da Romwe (Eles sempre tem promoções de 80% então minha wishlist sempre fica cheia e esperando estes itens entrarem em promoção!), já para peças atemporais, modernas, com tecidos diferentes, enfim, peças mais exclusivas, tenho dois amores, a Front Row Shop (Eu me acabo sempre que lançam coleção nova!) e a Jardin, uma grife mineira que é impecável no acabamento de suas peças, e rica em peças minimalistas e que vão estar na moda em qualquer época do ano! A Bhárbara (dona da marca) usa sempre tecidos interessantes e diferentes do que vemos por aí. E se você estiver a procura dos sapatos mais descolados, excêntricos e interessantes do mundo reunidos em um só lugar, esse lugar é o solestruck, eu perco o autocontrole com tantos sapatos diferentes, com certeza você nuca verá NADA igual! O preço traduz a exclusividade (eu acho um pouco caro) mas lá também tem a área de promoções pra fazer nossa alegria! Já os meus acessórios são garimpados detoda a internet! Eu A-MO os óculos da House of Holland, e frequentemente encontro réplicas no Ebay, assim como vários colares que eu tenho!

    Liveonbeauty: E no quesito maquiagem, quais os produtos que você não abre mão?!

    Priscila Diniz: Pra maquiagem eu sempre fui básica, fazia só o trivial, mas depois de ter um amiga maquiadora (Fairuze Reis do Menu de Maquiagem), você aprende uns segredinhos! Não abro mão de um hidratante antes da maquiagem (é o meu primer!) e como base aderi ao Episol color (dá um aspecto de pele com viço natural, e ainda protege, pois é protetor solar!).

    Liveonbeauty: Filmes que recomenda.

    Priscila Diniz: Sou uma pessoa eclética até no que se refere a filmes! Amo alguns clássicos (que já assisti até ninguém me aguentar mais!). Sem dúvidas recomendo o Laranja Mecânica por ser (na minha humilde opinião)  “O” clássico do Kubrick, A trilogia de Senhor dos Anéis (também já assisti inúmeras vezes!), os mercenários pelos personagens lendários, e tem muita ação e risadas, tudo no mesmo filme!

    Eu sou super fã de seriados! Então vou recomendar que assistam Dexter! (eu sei que acabou, mas quem não viu não sabe o que está perdendo!.

    American Horror Story (sempre tem enredosinstigantes!), Girls (um Sex and the City mais próximo da realidade). E fugindo de toda as sugestões,adoooooro o Fashion Police com a Joan Rivers!!! Eu dou muita risada com o programa! Toda mulher adora uma dose diária de maldade!

    Liveonbeauty: Blogs que lê e recomenda

    Priscila Diniz: Gosto de acompanhar o Man Repeller, e no Brasil leio o Steal The Look. Eu acompanho muito o site da Elle britânica e o Style.com. Gosto de buscar fontes mais globais de moda, o que justifica a minha constante busca por sites novos. É a única forma para me manter informada sobre o que está acontecendo na moda pelo mundo, sem me sentir influenciada apenas pelo estilo e visão de uma pessoa.

    Liveonbeauty: Revistas e/ou livros que recomenda.

    Priscila Diniz: Eu assino a Elle Brasil, mas sempre leio as revistas online disponíveis de moda. O livro que recomendo é Carrie, a estranha e coletânea do Poe.

     Liveonbeauty: Truque de styling pra vida:

    Priscila Diniz: Não se contente em ter apenas uma fonte de referências de moda, novidades etc.ou somente de um país, amplie sua fonte de informação, e informe-se em todos os lugares possíveis! Você terá acesso a todo o tipo de tendências, estilos, opiniões, e conseguirá se descobrir de forma mais completa.

     Priscila Diniz lookatmebr

    Gostaram?? O Lookatmebr está cheio de looks da Priscila para quem quer fugir da mesmice da maioria dos blogs que vemos por aí e inspirar-se com algo novo.

    Paula Martin

  • |Style Tips| Kaya Scodelario/Effy

    Quem não assistiu a série Skins e não conhece a personagem Effy, provavelmente não sabe quem é Kaya Scodelario. A atriz meio britânica meio brasileira – mãe brasileira e pai inglês – chamou a atenção aos 14 anos, quando foi escalada para a série sem muita experiência no currículo. A partir daí sua carreira decolou e hoje em dia, com 22 anos, ela é destaque em qualquer lugar.

    Para quem não sabe, a Effy, personagem interpretada por Kaya, tinha um estilo peculiar que inclusive, interferiu muito na maneira de vestir/comportar de quem acompanhava a série. Com um rosto angelical, corpo europeu, overdose de acessórios e uma maquiagem meio ” tudo ou nada”, ela não conseguia ser vulgar por mais que tentasse.

    effysocks

    Um componente para as roupas de Effy são as meias. O toque mais “largado” é bem evidenciado pelas meias – calça rasgadas e arrastão. Além disso, o coturno não pode faltar.A maquiagem “tudo ou nada” varia entre os olhos bem marcados por preto e uma aparência com um ar natural

    effymake

    O estilo dela é bem interessante, mas na minha opinião, não dá pra levar tanto ao pé da letra!

    O que vocês acham?

    brunah

  • |Look do dia| Scarf me

    ootd-1

    O frio não dá trégua aqui em Florianópolis, apesar dos dias estarem bonitos, com muito céu azul e pouquíssimas nuvens, o vento gelado não nos deixa esquecer os meses que nos separam do verão. Não gosto de tirar fotos de looks do dia dentro de casa, mas se for esperar o verão chegar para ir lá pra fora… nunca teremos looks! Desculpem pela cara de frio e pela qualidade das fotos, mas é melhor fazer e ir aprendendo do que deixar de postar devido a imperfeições.

    1

    Essa foto sem o casaco foi uma lembrança importante: não adianta mostrar só os milhões de casacos, é importante mostrar as camadas e honestamente, se vestir em camadas é a lição mais importante para não congelar no inverno. Um cachecol quentinho também é indispensável.

    2

    Esse tem sido o uniforme do inverno. Apesar de ter algumas botas de cano longo, confesso ter me apaixonado pelas Chelsea Boots há algum tempo. Manias e obsessões que a gente desenvolve. Essa da foto é a minha companheira diária. Comprei até palmilha térmica! Aguentou o inverno de Munique e não está fazendo feio no inverno do Sul! Calça skinny da Colcci e o casaco básico da H&M também não me decepcionam.

    accessories

    Vamos aos acessórios? O lenço é da feira de Belo Horizonte, e por falar em feira, que feira hein? Fiquei apaixonada. Todos os domingos.  A bolsa é a minha amada Mulberry Alexa com um lenço Mellka dando um toque especial, que está ficando mais bonita com o tempo. Um dos melhores investimentos já feitos, é grande, confortável e super prática. A bota é da Schutz, coleção de inverno do ano passado – virou companheira mesmo – não sai do pé.

    PS: Eu posso até parecer a Louca dos Lenços, mas acho que dá um toque especial para as produções e  corta o preto dos casacos e acessórios. Eu que adoro um look básico ando sempre com um cachecol/echarpe colorido para cortar o preto e dar um toque feliz nas roupas. Recentemente comecei a amarrar lenços nas bolsas, e realmente dá um toque super estiloso para as produções.Não tenha medo de tentar!

    sigp1

  • |Testado| Hidratante desodorante para banho NIVEA Milk

    nivea hidratante banhoSabe quando o marketing de uma empresa te faz ficar obcecada por um produto? Fiquei obcecada pelo creme de banho e terminei não resistindo e comprei para testar. Eu não sou a pessoa mais conhecedora de cremes, mas confesso  ter amado esse! Além de não ficar oleoso como esses óleos que encontramos por aí, deixa um cheirinho gostoso – mas nada sufocante – e a pele fica com uma textura deliciosa.

    Eu amei por ser preguiçosa. Sempre esqueço de passar creme, e nunca lembrarei. Desde os meus anos de Berlin que sofro com a pele seca e judiada pelo frio, mas sempre combati com creme para as mãos e…honestamente? Esperava o inverno acabar  para ver a situação da pele – coitada.

    Produto: Hidratante desodorante para banho

    Marca: Nivea

    Desde quando usa: 5 dias

    Como descobriu:  o bom e velho marketing  da marca: propaganda

    Principais benefícios: você não precisa ficar lutando contra o frio depois do banho para passar o hidratante – basta dar uma alongada no banho, você sai quentinha e com a pele hidratada.

    Eu comprei o para pele seca porque a minha anda maltratada pelo inverno do sul do Brasil. Para quem tem pele normal, indico a resenha da Thais Farage, do Mingau tá de Folga.

    sigp1

  • |Life| Sunday Mood

    sundaymoodAté parece loucura postar essas fotos em um dia chuvoso como hoje. Primeiro dia do semestre que se Deus quiser será o último da minha vida acadêmica – ao menos em Florianópolis. Essa semana tem um monte de review de produtos – siiim! – e novidades! Fiquem ligadas! Apesar de ser insignificante, divido a beleza de um domingo de sol para fugir do clima de inverno que reina no sul do Brasil. sundaymood

    Teve que ter um micro filtro para disfarçar o bronzeado inexistente.sundaymood 5 sundaymood sundaymood
    sundaymood

    beijos e boa semana!

    paula martin liveonbeauty

  • | Mixtape | As 5 músicas que não paro de escutar

    large (3)

    Essa é a primeira vez que faço um post sobre meu gosto musical – bem variado – por aqui. Pra vocês terem uma noção, vou colocar 5 músicas que ando ouvindo sem parar:

    YouTube Preview Image

    Bom gente, minha relação com a Tracy Chapman é de muito amor. Sou encantada com uma pegada mais folk, soul, e pra mim ela é a representante ideal pra falar sobre esse estilo musical. A primeira música que conheci foi Fast Car – a mais conhecida por sinal – e com certeza elas tem um lugar especial na minha playlist do celular.

    YouTube Preview Image

    Arctic Monkeys é uma banda britânica razoavelmente nova  é definitivamente uma das minhas preferidas! É aquele tipo de banda – super difícil de encontrar – que tem váaaaarias músicas que você gosta, foi até difícil escolher uma só música pra colocar aqui.

    YouTube Preview Image

    Essa é daquelas músicas que não saem da cabeça por nada! Flight Facilities é um duo de dj’s australianos com uma pegada meio indie eletrônica super interessante e que dá vontade de dançar. Além de tudo o clipe dessa música é bem bonitinho.

    YouTube Preview Image

    Lana Del Rey é meio amor e ódio pra mim. As músicas dela definitivamente não são pra ouvir quando a intenção é animar, mas por outro lado, tem hora que é ideal. Essa aí de cima por exemplo, é da trilha sonora do filme The Great Gatsby – é maravilhoso e se você ainda não assistiu, assista! -. Não sei se é porque fiquei muito encantada com o filme e a trilha sonora linda que ele tem, mas essa música da Lana, pra mim, é uma das melhores.

    YouTube Preview Image

    Não sei nem o que falar sobre Legião e muito menos sobre essa música, uma das minhas preferidas deles. Esse é um tipo de música que sei a letra toda e canto quantas vezes tocar sem enjoar, só pelo fato dela ser linda como é.

     Espero que tenham gostado e compartilhem comigo o gosto musical de vocês também!

    Boa semana gente!

    brunah

  • |Style Lessons| Olsen Twins

    Depois de um post inspirador do whowhatwear, não me restou nenhuma alternativa, separei algumas das fotos das irmãs Olsen que mais me agradam, e algumas das (inúmeras) lições de estilo que aprendi com Ashley & Mary-Kate Olsen. Espero que gostem das dicas e das fotos.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Posso até ser um pouco crítica, e sei que como todos os outros seres humanos – incluindo a lista das mulheres super styles que eu defino – as irmãs Olsen erram, mas normalmente aprendemos ótimas lições de estilo com as duas. Que tal aproveitar que é sexta feira e usar preto só pra variar? É hora de investir em acessórios de peso para apostar em looks sóbrios e aparentemente sem graça: viram as bolsas né?! A mochila crocodilo que virou ícone do The Row, e bom… óculos grande e todo o carão. O carão é importante.
    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Ainda não tive o prazer de provar um Hermés, mas adoro lenços, echarpes e tricôs oversized. O desleixo aparente desaparece quando prestamos atenção aos detalhes. Eu sou viciada em lenços, não vivo sem.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Tenho uma coleção enorme mas não me canso de procurar tesouros perdidos. Tem cada um… e quanto maior, melhor! Fica bem mais quentinho e você literalmente dá uma corzinha para os dias e os tons de cinza que imperam no inverno.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style LessonsNão é incrível como as duas conseguem manter o ar despojado e chiquérrimo – desenvolvido ao longo dos anos… acho que a evolução do estilo de Mary Kate e Ashley Olsen não passou despercebido para nenhuma mulher de nossa geração – ou passou?! Que me perdoem as que não são fãs das gemêas americanas, mas eu adoro o estilo super cool, as jóias e os incansáveis exercícios de mistura de estilos e marcas que as irmãs vem nos mostrando ao longo dos anos.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    E não é que as bolsas das celebridades também ficam surradas? E eu que não consigo me livrar do meu lado rock’n’roll adoro ver que dá para arrasar mesmo com as marcas da vida – que teimam em aparecer em acessórios e lenços… quantos furos de cigarro nos lenços poderiam ter sido evitados! Acho que é hora de parar de fumar e comprar um Hermès.

    Mary-Kate And Ashley Olsen Step Out In NYC TodayEu usaria esse casaco de pele preto Mary Kate…

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Esse também. Eu juro que não julgo, entendo os motivos – são lindos – e acho que sendo vintage tá valendo.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons
    O penteado da Ashley Olsen com  a pena de ouro  – lindo e super natural. Adorei ter visto que o frizz faz parte da vida, o vento também influencia penteados de it girls e é a vida. Não tem o que se fazer a não ser sorrir para a foto! Sem contar que apesar de saber que não são todas as amigas que concordam, eu  também adorei o penteado do vestido dourado que a Mary Kate usou na foto abaixo.

    Eu acho que vale ousar um pouco e sair um pouco das escovas e dos salões. Sou fã dos coques de grampo desconstruídos desde sempre, que me perdoem as fãs dos coques de bolo de casamento! Adoro um coque descolado e que não leve mais que 5 minutos para ser feito!

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    É só compensar com acessórios descoladíssimos – e jóias maravilhosas – combinados com modelitos diferente da maioria das outras mulheres, acho que é esse o segredo de estilo da irmãs, ignorarem o que o resto do mundo está vestindo e concentrar-se em colecionar acessórios e peças diferentes das que a a maioria das pessoas usam. Funciona super bem.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Preto é chique, sempre, e nunca é demais, nunca mesmo. Eu sou suspeita para falar sobre o assunto.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    E é sempre bom lembrar que menos é mais, e que é muito mais negócio investir em peças clássicas feitas de tecidos nobres e deixar o poliéster de lado sempre que possível. Camisas são peças super versáteis, podem ser usadas o ano inteiro, variando apenas o número de camadas e a parte de baixo escolhida. Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Outra lição aprendida com as meninas? Não perca horas no salão, e invista em penteados simples, porque simples é lindo, e a maioria das mulheres esquece disso.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    A arte das sobreposições deveria ser ensinada desde o jardim de infância. Aprenda a fugir do obvio e da moda pronta para ver a evolução dos seus looks em poucos dias!

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Além disso, fica claro que mulheres não precisam de peças apertadas para ficarem estilosas! É uma questão de treinar o olhar para enxergar em camadas. As camadas podem ser de roupas ou de acessórios, mas é preciso lembrar que faz a diferença no look! Detalhe do look da Mary-Kate Olsen? Colares e mais colares combinados com peças básicas e outras não tão básicas assim. Misture e não use nada pronto… que tal adicionar o seu toque pessoal às suas produções?!

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    E para quem ainda não engoliu: Birkenstocks são fantásticas! É uma questão de aprender a gostar… o meu lado alemão me fez aderir ao modelito há anos!

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Eu já sou adepta, mas para quem ainda não é, não tem como não ficar chique usando óculos oversized, pretos… e claro, tem que introduzir ao seu dia-a-dia. A vida muda depois do seu primeiro óculos de sol de verdade – e pense menos em marca e mais em proteção! Ou nas duas coisas…. mas nunca deixe a sua casa sem um modelito para proteger seus olhos e você – de tudo e todos.

    Mary Kate and Ashley Olsen Style Lessons

    Makeup  no quesito maquiagem as irmãs também arrasam. Não costumam exagerar, nas fotos do dia-a-dia nem costumam usar muita maquiagem, mas terminam apostando nos clássicos para acompanharem os looks escolhidos! Aprenda a escolher uma parte e destacar: vai investir em smokey eyes?

    Deixe o batom vermelho para ocasiões especiais. Além de não carregar na maquiagem, é preciso ter noção de harmonia, tanto na hora de se vestir quanto na hora de se maquiar. A parte boa de não usar maquiagem todos os dias é a cara de surpresa das pessoas quando você se arruma, e claro, a saúde da sua pele, que agradece pelas oportunidades em que pode respirar livre de cosmeticos.

    olsen-red-lips

    Espero que tenham gostado! Não deixe de dar sua opinião!

    Bom final de semana!

    paula  martin

    photos: lamodellamafia, pinterest, olsensanonymou

  • |Trend Report| Shaggy Coats

    shaggy coatsA volta oficial dos casacos aconchegantes, de lã ou de pele – sintética ou verdadeira – é resultado do desfile de Outono/Inverno 2014 da Gucci – todo mundo viu, não? Pois é, agora que o inverno bateu de verdade – pelo menos aqui no Sul – dá vontade de entrar em todo e qualquer casaco quentinho, – seja de pele ou de lã – e deixar a imaginação viajar e sonhar com as peles que andam arrasando o mundo da moda!

    shaggy coats

    Quem nunca sonhou em entrar em um casaco desses? A melhor parte é que além das suas funções estéticas – nos deixar quentinhas nos dias mais frios – são super estilosos e dão um upgrade automático em qualquer jeans e camiseta.

    3

    Rouba a cena. Ainda não tentou? Sugiro começar com as leggings de couro ou uma calça skinny, nos pés o que a temperatura permitir: eu fico com as botinhas, as famosas chelsea boots, confortáveis e perfeitas para o dia-a-dia.

    shaggy coats

    As mais moderninhas ficam com as versões coloridas, que eu particularmente adoro! Roubam a cena aonde estiverem!

    shaggy coatsPreto é preto,  para quem está com o orçamento apertado, a versão sóbria do casaco – até de pelúcia ta valendo- resolve o problema bem rápido, e sem deixar as cartas muito marcadas e sem fazer um rombo no seu orçamento.shaggy coat Cuidado para não virar Vandinha (Wednesday) Adams. Eu não consegui evitar e meu armário foi tomado por peças pretas.

    2

    No entanto admiro mulheres que apostam no clássico off white ou o branco mesmo. Fica chique e é uma ótima opção para dar uma variada e fugir dos casacos entediantes do seu armário.
    shaggy coats

    É fácil e não precisa de muito esforço. A combinação não exige esforço, e dá pra ousar um pouco mais nas peças escolhidas para fazer parte da combinação, já que a maioria dos materiais, tanto os sintéticos quanto os naturais são super quentinhos!

    shaggy coat

    Quem não arrisca não cria nada interessante, por isso fica a dica para o seu próximo investimento! Se tiver bastante dinheiro no cofre, passe na loja Gucci mais próxima e garanta a versão hyped. Se anda um pouco sem dinheiro,  indico tentar algumas dessas opções: 1 , 2  ou 3.
    shaggy coat

    Gostaram!?

    paula  martin